Thursday, May 31, 2012

Itália: Até onde pode chegar a pior Itália dos últimos 22 anos?

A Itália parte para nova competição internacional ensombrada por escândalos internos relacionados com jogadores de futebol e apostas (Totonero 1980, Totonero 1986 e Calcio Scommesse 2012), para além do Calciocaos 2006 (envolvendo dirigentes e árbitros). Em duas ocasiões, a squadra azzurra conseguiu dar a volta aos problemas internos e sagrar-se campeã mundial (1982 e 2006), pelo que o ano de 2012 poderá ser de sucesso... Contudo, Prandelli vai ter de lutar contra a falta de qualidade desta geração italiana. Não que a squadra azzurra seja fraca, mas sim porque nos últimos 22 anos a Itália teve sempre nomes de topo mundial em todas as posições e no banco de suplentes. Prandelli pegou na equipa depois do descalabro do Mundial 2010 (2 empates e 1 derrota) e espera conseguir melhor que os seus dois antecessores (Donadoni levou Itália aos quartos-de-final do Euro 2008 e Lippi ficou atrás da Nova Zelândia na África do Sul). Apesar de contar com alguns elementos experientes, a verdade é que a selecção italiana tem nos seus 23 convocados 12 elementos com 10 ou menos internacionalizações (apesar da experiência na Serie A), o que poderá pesar nas contas finais.

Lista de Convocados:
GR: Gianluigi Buffon (Juventus), Morgan De Sanctis (Nápoles) e Salvatore Sirigu (PSG)
DEF: Ignazio Abate (Milan), Federico Balzaretti (Palermo), Astori (Cagliari), Leonardo Bonucci (Juventus), Giorgio Chiellini (Juventus), Christian Maggio (Nápoles) e Angelo Obinze Ogbonna (Torino)
MED: Daniele De Rossi (Roma), Alessandro Diamanti (Bolonha), Emanuele Giaccherini (Juventus), Claudio Marchisio (Juventus), Riccardo Montolivo (Fiorentina), Thiago Motta (PSG), Antonio Nocerino (Milan) e Andrea Pirlo (Juventus)
AVA: Mario Balotelli (Manchester City), Fabio Borini (Roma), Antonio Cassano (Milan), Antonio Di Natale (Udinese) e Sebastian Giovinco (Parma)
11 provável (442): Buffon; Maggio, Chiellini, Bonucci e Balzaretti; De Rossi, Pirlo, Marchisio e Montolivo; Di Natale e Balotelli. VM - Prandelli não vai dispensar o contributo dos elementos mais veteranos da Itália, como são Buffon, De Rossi, Pirlo ou Di Natale. Chiellini será o patrão da defensiva, enquanto que o irreverente Balotelli tem no Euro oportunidade para se mostrar ao mais alto nível pela selecção.
Grupo C: Itália, Espanha, Rep. Irlanda e Croácia
Estrelas: Buffon, Chiellini, Pirlo, De Rossi e Balotelli
Objectivo: Título
Previsão do VM: Quartos-de-final - Pela história, a Itália joga sempre para o título, contudo, acreditamos que a pior squadra azzurra dos últimos anos fica pelos quartos-de-final. Até onde poderá chegar a Itália? Candidatos ao título?

Luisinho (Paços de Ferreira) é o 5º reforço do Benfica

Falta a assinatura do contrato, saber qual é a duração do vínculo e os valores da transferência, mas Luisinho, lateral esquerdo de 27 anos e 1m75 que em 2011-12 representou o Paços de Ferreira, vai ser jogador do Benfica na próxima época (isto se Jesus assim o entender, já que o esquerdino poderá ser emprestado pelos encarnados). VM - Em primeiro lugar destaque principal para o secretismo nesta contratação. No passado com alguma facilidade muito antes dos jogadores serem apresentados, já a comunicação social tinha esmiuçado as ditas transferências, mas no caso desta dupla operação com o Paços, os encarnados conseguiram esconder o negócio até à sua conclusão e nenhum meio antecipou estes reforços. No que diz respeito à contratação, Luisinho foi considerado uma das revelações da Liga pelo VM (ler aqui), demonstrou qualidade para uma equipa com outras ambições (veremos como lida com a pressão) e poderá ser perfeitamente o lateral esquerdo suplente do Benfica na próxima época (Emerson e Capdevilla devem sair). Sem dúvida, uma razoável contratação (com a sua idade já não pode ser opção para a equipa B), de um jogador que acrescentou uma profundidade, garra e qualidade técnica ao seu flanco, impressionante na última época. Foi mesmo uma espécie de Fábio Coentrão no conjunto pacense. Bom reforço? Elemento para ficar no plantel encarnado, ser emprestado, incluído em alguma aquisição, ou actuar pela equipa B (seria uma ofensa para o jogador e também para Daniel Martins, juntamente com Cafu um dos elementos dos juniores que na opinião do VM, reúne mais condições para vingar ao nível sénior)? Destaque final, para o facto de ser depois de Hugo Vieira o 2º jogador português contratado pelo Benfica (nova política de mercado?)

Lehlogonolo Masalesa deve assinar pelo Sporting, Eric Dier vai fazer a pré-época; Presidente da Académica, condenado a seis anos e meio de prisão; Heat aumentam para 2-0 a final de Este (Rondo fez 44 pontos, os Celtics tiveram boas vantagens, mas acabaram por perder no OT); Hornets ficam com a 1ª escolha no Draft da NBA

Sporting - De acordo com a imprensa sul-africana, o médio Lehlogonolo Masalesa impressionou nos testes que realizou em Alcochete, e deverá assinar pelo clube leonino nos próximos dias. Depois de Patinho, será o jovem sul-africano de 20 anos a 2ª contratação dos leões tendo em vista a equipa B? Quantos jogadores irá o emblema de Alvalade contratar para a sua equipa de reservas? Noutro âmbito, Eric Dier, defesa-central, de 18 anos, que esta temporada representou o Everton (Inglaterra) por empréstimo do Sporting, confirmou, numa entrevista ao site da Federação Inglesa de Futebol, que deverá regressar ao clube leonino para fazer a pré-temporada. Será o internacional inglês uma hipótese para a equipa principal ou para a B? À semelhança do que aconteceu na época transacta, deverá Sá Pinto levar para estágio júniores que esta época eram de 2º ano e alguns de 1º?

NBA - Os Heat derrotaram os Celtics por 115-111, no prolongamento, e lideram agora a final da Conferência Este por 2-0. Um encontro espectacular, repleto de emoção, com Rondo a fazer uma partida incrível (44 pontos). Os Boston chegaram a liderar por 15, mas os triplos de Chalmers (o Pg e Haslem foram decisivos) e Battier iam colocando  Miami no jogo. Já no 4º período, depois de uma remontada os Celtics passaram novamente para a frente, mas até pertenceu a Lebron a bola para decidir o encontro (o SF acabou por falhar). No OT, Wade que não esteve particularmente inspirado decidiu o 2º jogo da final. James com 34 pontos e 10 reb, voltou a estar a um bom nível, do lado dos verdes destaque para Ray Allen (melhor partida nos playoffs) e Pierce (21 pontos, muito melhor que no 1º jogo, mas fez a 6ª falta ainda durante o tempo regular e acabou por fazer falta aos Celtics no OT). Miami mais perto da final (esta madrugada tiveram a "estrelinha", principalmente até meio do 3º período, onde foram estando no encontro devido à inspiração de elementos pouco usuais)? Ou os Celtics ainda vão conseguir a reviravolta na série?

Mercado - Arsenal fortemente interessado em Doumbia (CSKA); Demba Ba (Newcastle) pode rumar ao Tottenham; Jordi Alba (Valencia) quase certo no Barcelona; Académica contrata Bruno China (ex-Rio Ave)Brendan Rodgers que orienta o Swansea deve ser o próximo técnico do Liverpool.

Académica - O presidente da Briosa, José Eduardo Simões, foi condenado a seis anos e meio de prisão efectiva. A decisão resulta no agravamento da pena que tinha sido aplicada na primeira instância (quatro anos e sete meses de prisão, com pena suspensa), por um crime continuado de corrupção passiva para acto ilícito e outro de abuso de poder. 

Breves - Iker Casillas tornou-se o futebolista com mais vitórias em jogos internacionais de selecção,  tendo somado o seu 95º triunfo frente à Coreia do Sul (a Espanha venceu por 4-1); Brasil derrotou os EUA, em Washington, igualmente por 4-1. Hulk, Danilo e Onyewu, foram titulares nas respectivas equipas, Alex Sandro entrou nos descontos. Neymar, Thiago Silva, Marcelo e Pato marcaram os golos da canarinha. Roger Federer é o tenista com mais vitórias (bateu o recorde de Connors) em torneios de Grand Slam. O suíço bateu o romeno Adrian Ungur (6-2, 6-2, 6-7 e 6-3), na segunda ronda de Roland Garros (nos outros encontros os favoritos seguiram em frente).

NBA Draft Lottery - Foi sorteada a ordem do Draft 2012, com a 1ª escolha a ir para os New Orleans Hornets (tinham a 4ª probabilidade mais elevada). Os Charlotte Bobcats vão escolher em 2º lugar e os Washington Wizards em 3º. Anthony Davis ficou assim mais perto de representar os Hornets, enquanto que os Bobcats falharam o seu grande objectivo (1º lugar). Restante ordem: 4º Cleveland Cavaliers; 5º Sacramento Kings; 6º Portland Blazers; 7º Golden State Warriors; 8º Toronto Raptors; 9º Detroit Pistons; 10º New Orleans Hornets; 11º Portland Blazers; 12º Milwaukee Bucks; 13ª Phoenix Suns; 14º Houston Rockets. Será Anthony Davis o "franchise player" que vai revolucionar os Hornets?

Wednesday, May 30, 2012

As questões que o Benfica vai ter de responder a curto prazo (eleições, Jesus, excesso de jogadores e saída de elementos nucleares, antecipam um defeso recheado)!


Questões que o Benfica vai ter de responder a curto prazo:

Alan Kardec, Éder Luis, Felipe Menezes, Jara, Fábio Faria, Wass, Roderick, Nuno Coelho, Carlos Martins, Urreta, David Simão, Enzo Perez, Rodrigo Mora e Sidnei são alguns dos nomes de jogadores emprestados pelo Benfica. Se no caso dos brasileiros (principalmente Kardec que é pretendido por Santos e Corinthians, e Éder Luis que está na mira de Grémio Fluminense), a sua colocação é algo que não deverá representar um obstáculo. O que fazer com os restantes? Regressam ao plantel encarnados, voltam a ser emprestados, ou são "libertados" de vez? Será que este defeso vai funcionar como uma barreira neste capítulo? Ou os encarnados vão continuar a aumentar a sua lista de emprestados (já dá para formar umas 4 equipas) mesmo sabendo que muitos nunca irão (ou nunca mais vão voltar) a representar a equipa principal do Benfica? Parece claro, que é importante resolver esta questão antes do início da temporada, como forma de libertar salários, por um lado, e conseguir receitas, por outro. Para além disso, há que integrar os jogadores que não são para vender nem emprestar de novo
Eleições no Benfica, vão ter um impacto positivo ou negativo? Luís Filipe Vieira já está a preparar as eleições para a presidência, que se realizarão em Outubro. O actual líder dos encarnados, como provou no investimento em Ola John, vai fazer de tudo para conquistar nova vitória, pelo que se espera um ataque ao mercado de forma a agradar aos associados e conquistar votos. Salvio pode ser outro jogador nesta lógica, e mais devem chegar à Luz até 31 de Agosto. Mas até que ponto os excessos podem comprometer a estabilidade financeira das águias a longo prazo?
Excesso de avançados e extremos? Cardozo (caso não seja transferido), Rodrigo, Saviola, Nelson Oliveira, Hugo Vieira e Melgarejo (que pode jogar nos 2 lugares) são os avançados à disposição de Jesus, Gaitán (ainda não foi vendido), Yannick Djaló, Nolito, Bruno César, Ola John e, quem sabe, Salvio, os extremos. Isto, não considerando Djaniny, Derlis Gonzalez, algumas contratações que estão previstas, e emprestados como Urreta, Mora, Kardec, Jara, etc. Sabendo que o treinador do Benfica não costuma fazer grande rotatividade do plantel, vai existir espaço para jogadores insatisfeitos na Luz por um lado, por outro parece claro que são elementos a mais para tão poucas vagas.
A instabilidade em torno de Jesus vai condicionar? Há um ano o cenário era semelhante, o técnico estava na mira dos adeptos encarnados, mas mudou o discurso no Verão, apareceu menos, e acabou por fazer mais uma época. Esta temporada (mais a longo prazo é claro que ao mínimo deslize não será poupado), como irá ser o seu comportamento, e principalmente que ideias terá em relação à composição do plantel: continuar com algumas teimosias (Roberto e Emerson), renovar à equipa, ou manter a base de 2011-12.
- Os encaixes financeiros necessários vão resultar na saída de jogadores "nucleares? O Benfica (como todos os clubes portugueses) necessita de realizar encaixes, um deles ao que tudo indica será a saída de Gaitán, mas outros elementos como Javi e Cardozo (jogadores fundamentais no clube da Luz nos últimos anos) podem igualmente sair. Caso isso venha acontecer, deve haver uma aposta na prata da casa ou contratar alguém para os substituir?
Quem irá substituir Emerson? Se em avançados e extremos o Benfica apresenta inclusive um excesso de opções, a posição de lateral esquerdo revela-se como fulcral neste defeso. Capdevila não agrada a Jesus, enquanto que Emerson não agrada a quase toda a crítica. Luís Filipe Vieira terá como prioridade a contratação de um defesa esquerdo de qualidade. Rojo já foi abordado, mas esta posição pode ser até alvo de 2 reforços.

Mais portugueses em 2012-13? Na temporada passada, o plantel do Benfica tinha 7 portugueses, contudo, pouco ou nada foram utilizados. Para o novo ano desportivo, interessa aos encarnados por um lado contratarem mais portugueses ou então promoverem os emprestados, de forma a ocuparem todas as vagas da Liga dos Campeões, por outro veremos se é desta que Vieira cumpre a sua promessa de fazer do clube da Luz o principal fornecedor da selecção.
Por último, que política ser implementada na equipa B? Os encarnados já adquiriram jogadores com vista à formação da equipa B (uns de maneira oficial, outros não oficialmente, inclusive portugueses), mas é certo que não vão ficar por aqui. Sendo evidente que não faz sentido colocar jogadores com idade superior a 22/23 anos ou que já foram emprestados a equipas da I Liga na Liga de Honra (como David Simão, Jara, Nuno Coelho, etc). Qual deverá ser a política? Funcionar como um espaço para os excedentários, ser um lugar para potenciar juniores de 2º ano e jovens portugueses? Ou um "trampolim" para elementos da América do Sul (como acontece com os uruguaios já contratados)?

Tuesday, May 29, 2012

Alemanha: Juventude, experiência e grande dinâmica ofensiva fazem da Mannschaft um dos principais candidatos a vencer o Euro

A Mannschaft está mais do que habituada a participar nas grandes competições internacionais (só falharam os 3 primeiros Europeus e 2 Mundiais) e, para além disso, joga sempre para ganhar (3 títulos europeus, 3 títulos mundiais, a que juntam mais 3 finais de euros e 4 finais de mundiais). O Euro 2012 não vai ser excepção, pois a Alemanha apresenta uma excelente base, ainda jovem, mas com grande experiência internacional. A juntar a isso, o Bayern Munique aparece como o grande fornecedor de jogadores, levando a que a selecção tenha um grande entrosamento (Podolski e Klose, outros elementos mais utilizados, já passaram por Munique). Antes do Mundial 2006, quando Klinsmann tomou conta da equipa, a Mannshaft passava por uma grande crise (não só de resultados, mas sobretudo pela qualidade futebolística), contudo, o antigo goleador colocou a Alemanha a praticar um futebol atractivo e com grande dinâmica ofensiva. Joachim Löw deu seguimento ao trabalho de Klinsmann e a Mannschaft chegou à final do Euro 2008 e às meias finais do Mundial 2010. O Euro 2012 será a grande prova de fogo para Löw. 

Lista de convocados:

GR: Manuel Neuer (Bayern), Tim Wiese (Werder Bremen) e Ron-Robert Zieler (Hannover 96)
DEF: Holger Badstuber (Bayern), Jérôme Boateng (Bayern), Benedikt Höwedes (Schalke 04), Mats Hummels (B. Dortmund), Marcel Schmelzer (B. Dortmund), Philipp Lahm (Bayern) e Per Mertesacker (Arsenal)
MED: Lars Bender (Bayer Leverkusen), Toni Kroos (Bayern), Thomas Müller (Bayern), Mesut Özil (Real Madrid), Sami Khedira (Real Madrid), Marco Reus (B. Mönchengladbach), André Schürrle (Bayer  Leverkusen), Bastian Schweinsteiger (Bayern), Mario Götze (B. Dortmund) e İlkay Gündoğan (B. Dortmund)
AVA: Miroslav Klose (Lazio), Mario Gomez (Bayern) e Lukas Podolski (Colónia).
11 provável (4231):  Neuer; Lahm, Badstuber, Hummels e Boateng; Khedira, Schweinsteiger, Ozil, Muller e Podolski; Gomez. VM - Um 11 jovem, mas bastante rodado ao mais alto nível e com o Bayern Munique como base. A grande dúvida estará no sector defensivo, pois Lahm (pode jogar nas duas laterais), Boateng (central ou lateral direito) e Badstuber (central ou lateral esquerdo) não têm uma posição fixa. Khedira (ou Kroos) e Schweinsteiger formam o pivot defensivo do meio campo, enquanto que o ataque fica a cargo de três jogadores com características bastante distintas, mas que se complementam na perfeição. Gomez será o "bombardeiro" de serviço, com Klose à espreita de qualquer oportunidade para facturar na selecção (63 golos).
Estrelas: Gomez, Lahm, Schweinsteiger e Ozil
Objectivo: Título
Previsão do VM: Final - Tal como a selecção espanhola, a Alemanha é uma das grandes candidatas a chegar à final do Europeu. Um plantel com grande qualidade, várias opções interessantes no banco e uma forte base do Bayern Munique (poderão ser 8 bávaros no 11 inicial). Para além disso, jogadores como Ozil, Podolski e Klose jogam juntos com os restantes jogadores do Bayern há uma série de anos, por isso, o entrosamento será grande. Para além da Espanha, será a Alemanha o outro grande papão do Europeu? A base do Bayern Munique pode ajudar a Mannschaft? Se a Alemanha não encontrar a Espanha no Euro 2012, vai vencer a competição (relembramos que a Espanha derrotou a Mannshaft nas últimas duas grandes competições)?

Monday, May 28, 2012

Melhores Treinadores da Actualidade: "Pep" Guardiola (2.º)

Se esta eleição tivesse sido elaborada há meio ano, seria de longe a nossa 1ª opção. Guardiola é quanto a nós o melhor técnico em termos técnicos e tácticos do Mundo, e uma presença exemplar no banco de suplentes e no próprio futebol, pela sua postura e elegância. Às qualidades técnicas e humanas junta ainda um currículo impressionante (nunca ninguém conquistou tanto em tão pouco). Em 2011-12 voltou a ser o treinador que conquistou mais títulos no Mundo: Supertaça de Espanha, Supertaça Europeia, Taça do Rei e Campeonato do Mundo de clubes. Aliás, nos 4 anos que passou pelo Barcelona conseguiu o feito notável de conquistar 14 dos 18 troféus que disputou.

Desvalorizado por muitos, a verdade é que Guardiola quando assumiu o comando técnico do Barcelona em  2008/2009 "pegou" num conjunto (uma das suas primeiras decisões foi dispensar jogadores consagrados como Zambrotta, Ronaldinho, Deco e Thuram), que já não vencia a Taça do Rei desde 1998, e que tinha ficado na 3ª posição a dez pontos do Villarreal e a dezoito do eterno rival, Real Madrid. Construí uma equipa à sua imagem, com uma constante aposta em jogadores da cantera, perfeitamente identificados com a cultura do clube e da região, e na primeira época fez o pleno, ganhou todas as competições em que participou, dando início a uma era dourada na cidade condal: o Barcelona foi nos últimos 4 anos a equipa mais dominante da história do Futebol. Sempre com um nível técnico-táctico brilhante, dá a ideia de ser capaz de colocar a sua equipa a jogar ao melhor nível em qualquer sistema táctico. Já o vimos jogar em 3-4-3, 3-7-0, 4-3-3, entre outros sistemas, e sempre com percentagens de posse de bola elevadíssimas e com autênticos "banhos de bola" aos adversários. É também exímio no factor psicológico, impressionante o facto de conseguir sempre motivar uma equipa vencedora, os jogadores nunca parecem acomodados com os títulos já conquistados. E na maneira como sabe potenciar jovens elementos, que o digam Busquets, Pique, Pedrito, entre tantos outros. Conseguirá Guardiola ter o mesmo sucesso noutro campeonato?

Premier League 2011-12

Liga dos Campeões - Manchester City, Manchester United, Arsenal e Chelsea
Liga Europa - Tottenham, Newcastle e Liverpool
Equipas despromovidas - Bolton, Blackburn e Wolverhampton
Equipas promovidas - Reading, Southampton e West Ham

Melhores Marcadores:
Van Persie (Arsenal) - 30 golos
W. Rooney (Man Utd) - 27 golos
Kun Aguero (Man City) - 23 golos
C. Dempsey (Fulham), Adebayor (Tottenham) e Yakubu (Blackburn) - 17 golos

Prémios Visão de Mercado:
Melhor Jogador - Yaya Touré (Man City)
Melhor Treinador - Alan Pardew (Newcastle)
Jogador Revelação - Kyle Walker (Tottenham)
Maior Desilusão - Bryan Ruiz (Fulham)
O 11 ideal:
GR - Joe Hart (Man City)
DEF - Kyle Walker (Tottenham), Kompany (Man City), Coloccini (Newcastle) e L. Baines (Everton)
MED - Scott Parker (Tottenham), Yaya Touré (Man City), David Silva (Man City) e Clint Dempsey (Fulham)
AV - Aguero (Man City) e Van Persie (Arsenal)

Destaques:
- Foi longa a espera dos adeptos do Man City, pois os citizens levaram 44 temporadas até finalmente reconquistarem o título;
- O dinheiro investido pelos citizens levou a melhor sobre a sapiência de Alex Ferguson, num campeonato decidido no último minuto. Kun Aguero rematou certeiro para o fundo das redes do QPR, numa temporada onde o City esteve quase sempre na frente, o United esteve muito perto de consumar uma reviravolta, mas não aguentou o assalto final de Mancini;
- Depois de uma temporada de adaptação à realidade britânica, David Silva explodiu em 2011-12 e foi coroado como o rei das assistências. O médio ofensivo espanhol fez 15 passes para golo, enquanto que Juan Mata (1ª temporada em Inglaterra) e Valencia (Man Utd) fecharam o pódio (13 assistências). Tendo em conta o que fez em 2010-11 (18 assistências), Nani ficou longe do seu melhor (10 assistências);
- Ao todo, foram marcados 19 hat-tricks (2 resultaram em pokers), com a particularidade de terem sido 11 as nacionalidades envolvidas (Inglaterra, Espanha, Senegal, Nigéria, EUA, Rússia, Bósnia, Argentina, Holanda, Bulgária e Uruguai). Man City (Dzeko, Tevez e Aguero), Man Utd (Rooney x2 e Berbatov) e Fulham (Dempsey, Pogrebnyak e Andrew Johnson) tiveram os avançados mais inspirados;
Marc Albrighton (Aston Villa) entrou para a história da Premier League, ao marcar o golo 20.000 da competição;
- O Newcastle está de regresso às competições europeias, depois de uma temporada fantástica. Demba Ba e Papiss Cisse foram as grandes figuras da equipa (destaque também para Ben Arfa, Cabaye, Coloccini e Krul), com uma grande curiosidade: Demba Ba marcou 16 golos até à jornada 24 (inclusive), enquanto que Cisse marcou 13 golos a partir da 24ª jornada (inclusive)!
- Impressionante a carreira do United ao longo dos 20 anos da Premier League: 12 títulos, 5 vice-campeonatos e 3 terceiros lugares;
- O Arsenal não vence um troféu (em todas as competições) desde 2005, já o Liverpool, nos últimos 3 anos, nem um lugar nos 5 primeiros conseguiu: 7º em 09/10, 6º em 10/11 e 8º classificado esta época;
- Swansea City e Norwich City estiveram em grande destaque no regresso ao escalão principal, rubricando uma temporada tranquila. Já o QPR, que até foi a equipa que mais investiu das três, sofreu até à última jornada para garantir o lugar entre os grandes.
- O Aston Villa ficou perto de ser despromovido, naquela que foi a pior temporada em termos de vitórias (apenas 7) desde... 1890-91.
Conseguirá o City iniciar uma nova era no futebol inglês? Chelsea, United, Liverpool, Arsenal e Tottenham são candidatos de respeito em 2012-13? Será que a dupla Cisse-Demba Ba vai levar o Newcastle a mais altos voos? Para além dos magpies, conseguirá o Everton, Fulham, ou outra equipa do meio da tabela, subir alguns degraus na hierarquia da Premier League?

Sunday, May 27, 2012

Bélgica: A principal ausência no Euro 2012

Sérvia, Bósnia e Suíça apresentam mais e melhores soluções que conjuntos que vão estar no Euro 2012, como a Rep. Irlanda e Grécia, no entanto, na nossa opinião (fruto da qualidade que possui actualmente) a principal ausência no torneio será mesmo a Bélgica. A competição na Polónia/Ucrânia fica claramente mais pobre sem a presença de alguns dos principais jogadores da actualidade e de uma equipa que necessita da experiência numa fase final para dar finalmente aquele salto em termos de maturidade exibicional que lhes permita ser uma presença assídua em Europeus e Mundiais. Sem dúvida, uma selecção recheada de jogadores talentosos, com uma geração fantástica, mas que fruto do seu ranking actual não tem a sorte de ficar em grupos acessíveis. No sorteio para a fase de qualificação do Euro 2012, os belgas ficaram apenas no pote 4, num grupo que tinha a Alemanha, Turquia, Áustria, Azerbaijão e Cazaquistão. O 3º lugar a 2 pontos da Turquia impediu a Bélgica de participar no playoff e de regressar a uma grande prova internacional (a última foi o Mundial 2002, onde caíram perante o campeão Brasil). O sorteio para a fase de qualificação para o Mundial 2014 é igualmente perigoso, pois colocou a Bélgica no grupo A, juntamente com a Croácia, Sérvia, Escócia, Macedónia e País de Gales. Croatas e sérvios estão habituados a jogar as grandes competições internacionais, a Escócia é sempre um adversário a ter em conta, enquanto que os galeses estão em claro crescendo de forma (também apresentam alguns nomes interessantes). Apesar de não haver um grande tubarão mundial no grupo, existe grande equilíbrio e competitividade, algo que esta geração belga terá que ultrapassar para marcar presença no Brasil 2014.

Aqui ficam alguns dos principais nomes desta geração do futebol belga:
Hazard (21 anos) - Considerado o melhor jogador da Ligue 1
Kompany (26) - Considerado o melhor jogador da Premier League
Vertonghen (25) - Considerado o melhor jogador da Eredivisie
Courtois (20) - Um dos guarda-redes mais promissores do Mundo
Witsel (23) - Um dos 7 melhores jogadores a actuar em Portugal
Vermaelen (26) - O melhor central que passou pelo Arsenal desde Tony Adams
Mertens (25) - Um dos jogadores mais talentosos a actuar na Holanda
A que podemos juntar: Alderweired, Defour, Chadli, Dembelé, Fellaini, Jelle Vossen, Kevin De Bruyne, Boyata, entre vários outros. Em suma, uma base de jogadores fantásticos, na sua maioria ainda muito jovens e que podem fazer desta selecção (é vital chegar ao Mundial 2014) um caso sério no futebol Europeu. Estará o Euro 2012 mais pobre devido à ausência de jogadores como Hazard, Kompany, Vermaelen, entre outros. Que selecções se podem gabar de terem ao seu serviço o melhor jogador a actuar em França, o melhor jogador a actuar na Holanda, e o melhor jogador a actuar na Premier League (pelo menos assim foram considerados esta época)? Conseguirá a Bélgica marcar presença no Mundial 2014? Que outras selecções/jogadores fazem falta a este Euro 2012?

Melhor 11 da época 2011-12 (a nível internacional) - Defesa Central (Lado Direito): Vincent Kompany

Peça fulcral no êxito do City (foi o 3º jogador mais utilizado e sempre a um nível fantástico), formou uma dupla excelente com Lescott, destacando-se como um dos melhores centrais do mundo, tanto no jogo aéreo (decisivo nas bolas paradas, quer a defender, quer a atacar) como a jogar em antecipação. Esta época assumiu-se como o patrão da defensiva do conjunto de Mancini e como um verdadeiro capitão (teve um papel fundamental na gestão dentro do relvado de alguns egos...e no conjunto de Mancini são muitos). Às boas exibições, juntou golos importantes (o do derby de Manchester foi decisivo na luta pelo título) e   não surpreendeu que tenha sido eleito o melhor jogador da Premier League 2011-12. Qual o seu pódio no que diz respeito aos 3 centrais (lado direito) que mais produziram esta época a nível internacional?  E no que diz respeito a Kompany, no ranking dos melhores centrais da actualidade em que lugar está o belga?

Saturday, May 26, 2012

Godinho recandidata-se em 2014 e anuncia André Martins até 2016; Braga contrata André Pires e Leandro, e vende M. Felgueiras ao Cluj por 500 mil euros; Alemanha, Dinamarca e Holanda (adversários de Portugal no Euro 2012) perdem (alemães sofreram 5 golos, Hulk derrotou os dinamarqueses, e os holandeses foram surpreendidos em casa pela Bulgária)

Sporting - Godinho Lopes (de maneira informal), assumiu hoje, a recandidatura à presidência do clube leonino em 2014 e anunciou a renovação do contrato de André Martins até 2016. «Já vi que vou ter de me recandidatar em 2014», disse GL, depois de ter sido convidado no encerramento do I Congresso de Núcleos, em Alferrarede, por um sportinguista, para estar presente na comemoração dos 50 anos do núcleo do Sporting de Cumberland, em Road Island. Numa fase em que o presidente leonino está a ser alvo de alguma contestação, que balanço faz do seu mandato até ao momento? Deverá GL recandidatar-se em 2014? Ou pedir eleições no final da próxima época (caso os leões não conquistem títulos)? Neste momento, caso o clube leonino convocasse eleições para Julho, Godinho seria o vencedor? E no que diz respeito a André Martins (elemento que quanto a nós rende muito mais a 8 do que a 10), conseguirá o jovem ser titular em 2012-13?

Sp. Braga - Os minhotos depois de Éder, asseguraram mais 2 reforços para a próxima época: Leandro Albano (lateral direito de 20 anos e 1m82 ex-Mafra) e André Pires (lateral esquerdo de 22 anos e 1m83 ex-Belenenses). VM - Uma prova que o mercado interno continuará a ser a prioridade dos gverreiros. Na teoria podem ser 2 reforços para a equipa B, mas Leandro já demonstrou qualidade nos juniores do Sporting e André Pires pode ser o substituto de um lateral esquerdo que o Braga deve adquirir neste defeso (é urgente o reforço desta posição pois Elderson é demasiado limitado para actuar no Braga). Bons reforços? Que lateral esquerdo deve contratar o Braga neste defeso? Por outro lado, Mário Felgueiras, que estava emprestado ao Brasov, foi vendido ao Cluj por 500 mil euros. VM - Um jovem que deverá merecer uma atenção por parte de Bento no futuro (são poucos os guarda-redes portugueses que são titulares em equipas de I divisão). É estranho que não tenha merecido mais oportunidades em Braga, mas um encaixe financeiro de 500 mil euros é sem dúvida importante. 

Euro 2012 - Os adversários de Portugal conheceram todos o sabor da derrota nos amigáveis que realizaram hoje. A Alemanha (sem os jogadores do Bayern) perdeu na Suiça por 5-3, a Dinamarca foi derrotada pelo Brasil por 3-1 (Hulk marcou 2 golos e participou no outro), enquanto que a Holanda foi surpreendida em casa pela Bulgária (os búlgaros fizeram o 2-1 já nos descontos, num encontro em que Bojinov esteve em bom plano e que Schaars actuou a lateral esquerdo). Outros destaques Mourinho esteve na bancada a assistir ao Dinamarca-Brasil, certamente a observar Lucas, mas Óscar e Hulk é que brilharam; A Espanha venceu a Sérvia por 2-0 (Ádrian deve ter conquistado o bilhete para a Polónia/Ucrânia, Javi Garcia actuou nos últimos 25m); Joris Mathijsen (o melhor defesa da Holanda) lesionou-se no princípio da partida e teve de ser substituído (uma defesa holandesa com Van der Wiel, Vlaar, Heitinga e Schaars pode ser um forte obstáculo às aspirações da laranja mecânica).

Breves Hoquei - Benfica (5-11 contra o Valdagno), Oliveirense (2-6 contra o Barcelona) e Candelária (2-4 Liceo Corunha) caíram no dia de ontem na Final-8 da Liga dos Campeões. A final será entre o Barcelona e o Liceo. F1 - Michael Schumacher foi o mais rápido na qualificação do GP do Monaco, contudo, como trazia uma penalização do GP anterior, baixou para a 6ª posição. Mark Webber vai sair do 1º lugar, ao lado de Nico Rosberg (2º). Giro - Thomas De Gendt (Vacansoleil) venceu a etapa rainha da Volta a Itália e deu um salto na classificação geral (de 8º para 4º). No topo, "Purito" Rodriguez ganhou alguns segundos a Hesjedal (tem agora 31 de vantagem), mas o canadiano com alguma normalidade deverá ganhar a Volta no CR de amanhã. Futsal - O Benfica perdeu diante dos Leões de Porto Salvo (2-3), no primeiro jogo dos «play-off» das meias-finais do campeonato (precisam agora de vencer os 2 jogos na Luz). Foi a 1ª derrota dos encarnados esta época.

Portugal desilude (ou dá continuidade ao pouco que tem produzido) no penúltimo teste antes do Euro 2012; A exibição razoável de Quaresma e a colocação de Nani a médio ofensivo foram as únicas notas positivas de um encontro onde a selecção voltou a evidenciar a falta de qualidade no meio campo (Moutinho e Micael acrescentaram zero em termos de posse, construção e criatividade) e os problemas ao nível da presença na área

Portugal 0-0 Macedónia

Portugal cedeu um decepcionante empate sem golos perante o número 98 do ranking da FIFA, na penúltima partida de preparação para o Euro 2012. Tal como em 2010 frente a Cabo Verde (0-0), a selecção nacional realizou uma partida pobre e sem grandes ocasiões de golo, pelo que o 0-0 encaixa bem no placard. Voltamos a referir que, com a excepção dos encontros frente à Espanha, Dinamarca e Bósnia, a selecção de Paulo Bento tem apresentado um nível bastante baixo, suficiente para levar assobios no final da partida de Leiria. Portugal jogou devagar, devagarinho, sendo que Quaresma (apesar dos assobios) foi um dos menos maus. A opção em colocar Nani no meio do terreno (no Sporting começou como médio ofensivo) poderá ser interessante, tendo em conta a falta de criativos nessa zona do terreno da selecção nacional. Tendo em vista o forte grupo B do Europeu e o facto de Portugal ter um meio campo que não acrescenta quase nada em termos de construção e criatividade, seria melhor Paulo Bento apostar no rigor defensivo e nas transições ofensivas.

Quanto à partida, um jogo de fraco nível, com poucas ideias, perante uma Macedónia que tentava espreitar a qualidade de Pandev e que ficou bastante satisfeita com o empate. Portugal entrou a jogar devagar e apenas criou perigo através da meia distância. No primeiro tempo, Cristiano Ronaldo rematou por duas vezes perto da trave (ambas de livre), outra perto do poste, enquanto que Quaresma e Moutinho também testaram a baliza de Bogatinov. No segundo tempo, Portugal teve uma entrada mais forte, mas sem por em causa o marcador de jogo. Pelo contrário, a Macedónia respondeu com as duas melhores ocasiões de golo. Primeiro Ibraimi rematou cruzado perto do poste e, depois, Sikov cabeceou por cima, completamente sozinho na pequena área. O tempo foi passando e Paulo Bento foi trocando jogadores, contudo, os suplentes pouco acrescentaram ao jogo português. A selecção nacional raramente entrou na área macedónia em boa situação para rematar, os cruzamentos eram facilmente interceptados e não restavam outras opções que não os remates de meia distância. Finalmente, no último minuto de jogo, Nelson Oliveira ganhou espaço à entrada da área, mas Bogatinov defendeu com dificuldades o remate do avançado português. 

Destaques:

Paulo Bento - Mais uma exibição pobre, das piores da selecção nos últimos tempos (esta ideia até tem sido frequente o que não deixa de ser preocupante, aliás à excepção dos duelos diante da Espanha, Dinamarca e Bósnia, foi mais do mesmo). Apesar de ser um jogo amigável (é normal a falta de intensidade), não se percebe a falta de ideias, mecanismos de jogo e soluções no capítulo ofensivo (acreditamos que no Euro o nosso futebol baseado em transições ofensivas vai resultar, mas nesta fase era importante apresentar mais futebol e principalmente ter um plano B...o que claramente não acontece). Claramente um fraco teste, onde apenas os 20m que deu a Nani no meio campo (uma ideia que deve testar mais vezes) foram o único aspecto positivo. Na frente continua a faltar uma referência, mas nesse capítulo as opções são nulas, agora no miolo quando se deixam elementos como Manuel Fernandes e André Martins de fora, é porque temos melhor (o que não parece ser o caso). 

Moutinho + Micael = zero em termos de posse de bola, zero em termos de construção, zero em termos de transporte, zero em termos de criatividade. Uma dupla limitada e que não acrescenta nada em termos ofensivos à nossa selecção. Todo o jogo de Portugal acabou por estar condicionado pelo pouco que Moutinho e Micael acrescentaram. 

Cristiano Ronaldo - Tem de dar muito mais à selecção. Exibição pouco conseguida, mas ainda assim foi o elemento português que mais rematou e um dos poucos a contrariar a falta de soluções ofensivas. 

Macedónia - Demonstrou organização defensiva, e Pandev com a sua capacidade de decisão foi um duro obstáculo para a defensiva portuguesa. A selecção de Toshack inclusive saiu de Leiria com a certeza que criou as 3 melhores oportunidades de golo do encontro. 

Rolando/Bruno Alves - Mesmo perante um adversário inofensivo falharam (principalmente o central do Zenit) em termos de posicionamento e permitiram que a Macedónia criasse algumas situações ofensivas (valeu a falta de pontaria do adversário). 

Veloso/Postiga - O médio não está no melhor momento em termos de confiança (nos últimos tempos não foi titular no Génova e isso depois acaba por se reflectir). Decidiu mal em vários situações e foi pouco intenso na recuperação de bola; Já o avançado, em 63m só apareceu em duas ocasiões. Numa ganhou uma falta e na outra fez um remate disparatado (muito pouco...no entanto, verdade seja dita, nunca foi servido). 

Coentrão - Deu profundidade ao seu corredor, mas falhou em termos técnicos. Uma má recepção fez com que tivesse desperdiçado a melhor oportunidade de Portugal, e noutros movimentos ofensivos raramente decidiu bem no capítulo do passe. 

Quaresma - A melhor exibição de Portugal (longe de ser uma boa exibição). O único a tentar desequilibrar e que desequilibrou, o que teve mais bola, e o elemento mais activo em termos ofensivos. 

João Pereira/Nani - O lateral, depois de Quaresma, protagonizou a melhor exibição lusa. Deu profundidade, deu linhas de passe, apresentou um bom envolvimento ofensivo (muitas vezes os seus movimentos não foram respeitados pelo ala) e um bom poder de decisão. Já o jogador do Man Utd (Portugal depende dele no Euro 2012 caso queira ir longe) foi testado a médio ofensivo, e em poucos minutos deu mais dinâmica que Moutinho e Micael. Claramente uma opção a dar continuidade no futuro.

Holanda: O maior "poder de fogo" do Euro 2012

Nos últimos 30 anos, raramente a Holanda falhou uma fase final, sendo que, ainda mais raro foi falhar na fase de grupos de uma grande competição internacional. Depois da geração de Cruyff, de Van Basten (única coroada com êxito), de Bergkamp, segue-se a geração de Robben, que tem nova oportunidade para chegar ao topo, depois da final perdida no último Mundial. Qualidade técnica e poder de fogo não serão problemas, pelo menos do meio campo para a frente. Os holandeses têm no plantel o melhor marcador da Premier League, Bundesliga e o 2º melhor da Eredivisie, a que juntam Robben, Van der Vaart, Sneijder e Van Bommel, entre muitos outros. Inseridos no grupo B, com Portugal, Alemanha e Dinamarca, será o seu sector defensivo a colocar em risco uma presença nos quartos-de-final, pois os seus adversários vão certamente explorar as debilidades da "laranja mecânica". 

Lista de convocados:
GR: Maarten Stekelenburg (Roma), Michel Vorm (Swansea) e Tim Krul (Newcastle).
DEF: Khalid Boulahrouz (Stuttgart), John Heitinga (Everton), Joris Mathijsen (Málaga), Ron Vlaar (Feyenoord), Wilfred Bouma (PSV), Gregory van der Wiel (Ajax) e Jetro Willems (PSV).
MED: Ibrahim Afellay (Barcelona), Mark van Bommel (Milan), Nigel de Jong (Manchester City), Stijn Schaars (Sporting), Wesley Sneijder (Inter de Milão), Kevin Strootman (PSV) e Rafael van der Vaart (Tottenham).
AVA: Klaas-Jan Huntelaar (Schalke 04), Luuk de Jong (Twente), Dirk Kuyt (Liverpool), Luciano Narsingh (Heerenveen - ver aqui referência do VM), Robin van Persie (Arsenal) e Arjen Robben (Bayern de Munique).
11 provável (4231): Stekelenburg; Van der Wiel, Heitinga, Mathijsen e Schaars; Mark van Bommel, Strootman, Wesley Sneijder, Robben, Van Persie; Klaas Jan Huntelaar
VM - Com grande qualidade nos 23, fica difícil encontrar o 11 ideal dos holandeses. Na defesa é que parece não haver grandes dúvidas, com Schaars a ser o lateral esquerdo de recurso para van Marwijk. Van Bommel e Strootman formam um forte pivot defensivo, enquanto que Sneijder, Robben e Van Persie serão setas apontadas às balizas adversárias. Huntelaar será o ponta-de-lança da "laranja mecânica".
Estrelas: Robben, Van Persie, Sneijder e Huntelaar
Objectivo: Título
Previsão do VM: Fica na fase de grupos - Apesar de contar com um plantel forte, as grandes debilidades de defensivas serão bem exploradas por Portugal e pela Alemanha. Até onde irá a Holanda? Conseguirão os holandeses repetir nova final? Em que lugar estão no top de candidatos ao título?

Melhor 11 da época 2011-12 (a nível internacional) - Lateral Direito: Piszczek

Foi um dos jogadores que brilhou na campanha fantástica do B.Dortmund, principalmente em termos internos (já que na Champions a prestação não foi a melhor). Ao longo da época, demonstrou uma regularidade impressionante (foi o 4º jogador mais utilizado por Klopp), cumprindo com uma qualidade notável o seu papel no lado direito. Destacou-se essencialmente a nível ofensivo, dando uma dinâmica incrível ao corredor, fazendo muitas assistências e marcando inclusive alguns golos importantes. Em suma, um lateral que depois de atingir um nível fantástico na temporada passada, conseguiu dar continuidade ao que havia feito, sendo nesta altura um dos jogadores mais cotados da sua posição. Qual o seu pódio no que diz respeito aos 3 laterais direitos que mais produziram esta época a nível internacional? Como se explica que em 2011-12 praticamente nenhum lateral (tanto na esquerda como na direita) se tenha superiorizado  de maneira evidente em relação aos demais (como aconteceu a época passada com Dani Alves, ou em 2010 com Maicon)? Como o VM há muito refere, o futebol está a passar por uma fase onde é evidente a escassez de laterais de qualidade (algo que certamente vai inflacionar o mercado)? E no que diz respeito a Piszczek, no ranking dos melhores laterais direitos da actualidade em que lugar está o polaco?

Friday, May 25, 2012

Sá Pinto renova com o Sporting até 2014; Barcelona vence Taça do Rei, Catalães aplicam um 3-0 ao Bilbao na despedida de Guardiola; U. Leiria não cumpriu os requisitos exigidos e fica impedida de jogar na II Liga

Copa do Rei - Athletic 0-3 Barcelona (Pedro 3´e 24´e Messi 20´) - Os catalães não deram quaisquer hipóteses ao Ath. Bilbao e conquistaram a 26ª Copa do Rei da sua história. O Estádio Vicente Calderon assistiu a um início de partida alucinante, por parte do Barcelona, que rapidamente chegou ao 3-0. A inexperiência basca voltou a fazer sentir-se em nova final, com erros defensivos a serem cobrados pelo ataque catalão. "Pedrito" Rodriguez aproveitou uma falha, após pontapé de canto, para rematar certeiro para o 1-0, Messi recebeu um excelente passe de Iniesta para o 2-0 e Xavi deixou a bola para novo golo de "Pedrito". Os catalães incutiram grande dinâmica ofensiva no 1º tempo, o que teve os seus frutos, ao passo que os bascos, só a partir do 3-0 é que conseguiram aproximar-se da baliza de Pinto. No segundo tempo, o Athletic podia ter chegado ao golo, contudo, com o passar do tempo, o Barcelona foi resguardando a posse de bola à espera do apito final. VM - O início do encontro ficou marcado por uma assobiadela clássica ao hino espanhol, que também foi encurtado para não ferir susceptibilidades bascas/catalãs. Guardiola realizou a última partida como treinador do Barcelona (247 jogos, 179 vitórias, 47 empates e 21 derrotas), tendo conquistado 14 troféus (3 campeonatos, 2 Copas, 3 Supertaças, 2 Ligas dos Campeões, 2 Supertaças Europeias e 2 campeonatos do Mundo). Lionel Messi marcou o 73º golo do ano, em apenas 60 jogos oficiais. "Pedrito" Rodriguez juntou mais 2 golos em finais de competições (já leva 6). Marcelo Bielsa voltou a falhar nos momentos decisivos, mas a "afición" de Bilbao quer a permanência do técnico argentino. Principais destaques?

Sá Pinto - O Sporting, informou ter acordado a renovação do vínculo contratual com o seu treinador por mais uma temporada, o qual continuará, assim, a orientar a equipa de futebol profissional nas épocas de 2012/2013 e 2013/2014. VM - Uma noticia que não surpreende já que Godinho referiu há 2 meses que Sá Pinto era o seu treinador até final do mandato, mas que lançada nesta fase acaba por colocar um ponto final em alguma especulação e contestação que tinha sido alimentada depois da derrota no final da Taça. Na nossa opinião, parece claro que Sá Pinto é o treinador certo para o Sporting e como tal esta renovação justifica-se. Demonstrou qualidade, competência, liderança e inclusive resultados (meias-finais da Liga Europa, vitória diante do Benfica algo que os leões não conseguiam há 3 anos, um percurso 100% vitorioso em casa, e até mesmo o 4º lugar apenas a 3 pontos do Braga...apanhou uma equipa em 5º lugar, sem fio de jogo e a 8 pontos do 3º). Será curioso perceber como irá preparar a pré-época (desde Materazzi que os leões falham neste período e depois acabam por pagar a factura durante a temporada), e entrar em 2012-13 (o clube leonino tem começado sempre mal as épocas e com toda esta contestação para os lados de Alvalade, Sá Pinto sabe como ninguém que ao mínimo deslize é o 1º alvo abater). Por outro lado, e isso é um dado adquirido, com o actual plantel o Sporting não vai chegar ao título, como tal, mais do que as saídas (as vendas de João Pereira, Tiago, Polga, mais 2 ou 3 a juntar aos crónicos lesionados até ajudam o clube leonino) importa saber quem é que o emblema de Alvalade vai contratar. O técnico leonino pode ter um papel activo ao lado de Freitas no que diz respeito às entradas e saídas, fez por merecer um melhor elenco, sendo certo que sem ovos não se fazem omeletes, e não é com Nuno Reis, Salomão, Wilson Eduardo que os leões vão resolver os problemas...Labyad foi uma contratação de Top mas é curto, o Sporting necessita de adquirir pelo menos 2 centrais, 1 médio, 1 extremo e 2 avançados que sejam claras mais-valias. Irá o Sporting dar a Sá Pinto um elenco melhor para 2012-13? Ou o técnico leonino está condenado a encarar a próxima época com o regresso de elementos emprestados, e com um orçamento muito inferior ao dos rivais (o Dortmund e o Montpellier demonstraram que os orçamentos não ganham campeonatos)? Conseguirá o ex-capitão dos leões cumprir o mandato até ao fim (ou o clima em Alvalade não está propício a uma certa "tranquilidade")?

U. Leiria - O clube leiriense não cumpriu os requisitos mínimos exigidas pela Liga no processo de candidatura aos campeonatos profissionais e ficou impossibilitado de disputar a Liga de Honra na temporada 2012-13. Os leirienses caíram para a II Divisão e, em princípio, serão substituídos pelo Sp. Covilhã. Como se explica (sendo público que vários clubes estão com salários e dívidas ao fisco em atraso) que apenas a Leiria não tenha preenchido os requisitos?

Thursday, May 24, 2012

Forte ataque de Vieira ao FC Porto, o presidente do Benfica fala em fruta, corrupção, Papa, escutas, e ameaças a árbitros, delegados e dirigentes; Sporting: Izmailov na mira da Lazio, Bruma fica no Hamburgo, Roberge quer jogar nos leões, Yordi Reina também associado ao clube leonino; CP3, Kobe, Durant, Lebron e Howard formam o melhor 5 do Ano na NBA

NBA - Já foram seleccionadas as 3 equipas da NBA, com os jogadores que se exibiram a melhor nível durante a temporada regular. Na 1ª equipa ficaram Chris Paul, Kobe Bryant, Kevin Durant, LeBron James e Dwight Howard. Na 2ª equipa foram escolhidos Russell Westbrook, Tony Parker, Blake Griffin, Kevin Love e Andrew Bynum. Para a 3ª equipa foram seleccionados Rajon Rondo, Dwyane Wade, Carmelo Anthony, Dirk Nowitzki e Tyson Chandler. VM - Parker foi um dos 3 melhores jogadores esta época e como tal merecia ter figurado na 1ª equipa, as restantes opções ignorando que a 1ª equipa apresenta 2 SF´s, e a 2ª 2 Pg´s e 2 Pf´s não oferecem uma grande contestação (Howard será o elemento menos consensual, Dirk também não fez uma época melhor que Josh Smith). Nomeações justas? 

Benfica - O jogo 5 da final do campeonato de basquetebol ainda dá que falar, desta feita, com Luís Filipe Vieira a aproveitar o tema e atacar fortemente o FC Porto e Pinto da Costa. O presidente do Benfica não foi parco em palavras e falou na " fruta, corrupção, Papa, escutas e ameaças a árbitros, delegados e dirigentes": "O que ontem se passou no Dragão é uma vergonha para o Desporto, para o país, uma vergonha para as instituições desportivas! Só não é uma vergonha para quem não tem, nem nunca teve vergonha na cara! O que alguns fizeram ontem, mas também na véspera do jogo, foi demasiado grave para ficar impune. E ainda têm a lata de falar de apagões? Quando a sua história foi marcada por fruta, corrupção e compadrio". "Têm a lata de falar de verdade desportiva quando o seu sucesso foi construído com base na maior mentira do desporto português? O sistema ainda não acabou. O sistema de hoje continua construído na intimidação, na violência, nos favores. As nossas razões podem não chegar à UEFA, como não chegaram as “escutas da fruta”, como não chegaram para a justiça portuguesa as “escutas do café com leite". "Será que alguns dirigentes deste país só gostam da atuação da Polícia quando esta os avisa que tem de fugir para não serem presos? Um ladrão não deixa de ser ladrão por declamar poesia! Um ladrão não deixa de ser ladrão por ir ao Papa! Um fugitivo da justiça não o deixa de ser apenas porque alguns juízes decidiram assobiar para o lado." A que se deve este forte ataque de Vieira (o mais duro dos últimos anos): está apenas relacionado com o jogo de ontem, LFV já está a preparar as eleições no Benfica (claramente cai na graça dos benfiquistas)? Será necessário alimentar mais esta "fogueira" (com um Benfica-Porto em Hóquei no Estádio da Luz este bate-boca entre as duas instituições pode inclusive condicionar a partida e incentivar ainda mais à violência)? Até quando irão durar as quezílias entre águias e dragões (por norma no Verão acalma, mas pelo andar da carruagem este ano vai ser um bola cá bola lá diariamente)?

Sporting - Roberge, referiu a um site francês que o clube leonino fez uma abordagem ao Marítimo pelo central. Curiosamente o defesa (que admitiu a sua vontade em rumar a Alvalade) encaixa no perfil (ler aqui) que os leões procuram: central que actua do lado esquerdo e pode jogar igualmente como médio defensivo. Boa opção para a defesa leonina? Bruma, outro central que foi associado aos leões nos últimos tempos (ainda hoje o CM e o DN garantiam que ia substituir Polga), vai ficar mais um ano no Hamburgo por empréstimo do Chelsea; Na lógica do reforço da equipa B,  o jornal peruano El Libero dá conta que o emblema de Alvalade está a seguir com atenção Yordy Reyna. O avançado de 18 anos do Allianza Lima (antigo clube de Carrillo que está a passar por dificuldades financeiras) está a fazer os primeiros jogos como profissional e pode chegar ao Sporting por pouco mais de 1 milhão de euros; Quantos jogadores é que os leões vão contratar para a equipa B? Por último, e no que diz respeito às saídas, a Gazzetta dello Sport garante que a Lazio vai tentar nos próximos dias a contratação de Izmailov. Deverá o Sporting vender o russo? Qual o seu valor de mercado?

Breves - Giro - Andrea Guardini (Farnesi) venceu a 18ª etapa da Volta a Itália, ao bater Mark Cavendish no sprint final. "Purito" Rodriguez continua de rosa, quando se aproximam as etapas mais duras do Giro (2 etapas de alta-montanha e um contra-relógio final); Roland Garros - Tal como João Sousa, Pedro Sousa também se qualificou para a final do qualifying, que vai decidir os 16 tenistas a entrar no quadro principal. Pedro Sousa vai defrontar o austríaco Andreas Haider-Maurer. NBA - Os 76ers bateram os Celtics, por 82-75, e conseguiram levar a meia-final à "negra", que se disputa sábado, em Boston. Num encontro onde houve muito Holiday para tão pouco Rondo.

Dinamarca: Vikings novamente no caminho de Portugal; Um outsider no 'grupo da morte' mas com uma peculiar apetência para surpreender nas fases finais

Após um europeu de interregno, os dinamarqueses estão de volta para a grande competição de selecções da Europa (7ª participação nas últimas 8 edições). Depois de um Mundial 2010 pouco conseguido, a Dinamarca quer voltar a mostrar qualidade, o que já aconteceu em diversas ocasiões. A selecção apresenta-se sempre perigosa em fases finais, como foram os casos do Euro 92 (consagrados como campeões), do Mundial 98 (futebol de grande qualidade, apenas travado pelo Brasil) e do Mundial 2002 (grande domínio no grupo A). Os "vikings" são bem conhecidos de Portugal, pois nas últimas duas fases de apuramento, conseguiram sempre ficar à nossa frente (obrigando Portugal a disputar os playoffs). O sorteio voltou a colocar a Dinamarca no caminho da selecção das quinas, juntamente com a Alemanha e Holanda, naquele que foi considerado o grupo da morte. Morten Olsen chamou um conjunto mesclado entre juventude e experiência, no qual se destacam Eriksen, Bendtner e os dois centrais Agger e Kjaer.

Lista de convocados:
GR: Kasper Schmeichel (Leicester), Stephan Andersen (Évian TG) e Anders Lindegaard (Manchester United);
DEF: Lars Jacobsen (FC Copenhaga), Michael Silberbauer (Young Boys), Simon Busk Poulsen (AZ Alkmaar), Daniel Wass (Évian TG), Simon Kjaer (AS Roma), Daniel Agger (Liverpool), Andreas Bjelland e Jores Okore (Nordsjaelland);
MED: William Kvist (Estugarda), Christian Poulsen (Évian TG), Niki Zimling (Club Brugge), Jakob Poulsen (Midtjylland), Lasse Schöne (NEC), Christian Eriksen (Ajax), Dennis Rommedahl (Brondby), Michael Krohn-Dehli (Brondby), Tobias Mikkelsen (Nordsjaelland) e Thomas Kahlenberg (Évian TG);
AVA: Nicklas Bendtner (Sunderland) e Nicklas Pedersen (Groningen).
11 provável (4231): Lindegaard; Jacobsen, Kjaer, Agger e S. Poulsen; C. Poulsen, Kvist, Eriksen, Rommedahl e Krohn-Dehli; Bendtner  VM - Domínio das bolas paradas, qualidade defensiva da dupla Kjaer e Agger, experiência de C. Poulsen e Rommedahl, a juntar a um avançado difícil de marcar (Bendtner). Contudo, aquilo que a Dinamarca poderá fazer, irá passar pelos pés de Eriksen. 
Estrelas: Bendtner, Eriksen, Agger e Kjaer
Objectivo: Ultrapassar a fase de grupos
Previsão do VM: Fica pela fase de grupos - Os dinamarqueses estão inseridos no grupo da morte, pelo que a passagem aos quartos-de-final será muito difícil. Até onde irá a Dinamarca? Quais as suas hipóteses no grupo da morte?

Wednesday, May 23, 2012

"Revelações" da Liga Zon-Sagres 2011-2012: Melgarejo (1.º)

Critérios: Estreia no nosso campeonato ou poucos jogos (menos de 13) na nossa Liga até esta época, elementos que foram titulares (na maioria dos encontros) nas suas equipas, pouca experiência, potencial demonstrado.
 
Melgarejo (1.º) - O paraguaio realizou uma época fantástica. A sua juventude, os golos que marcou (10) e o facto desta ser a sua época de estreia no futebol europeu (é raro um jogador tão jovem ter este impacto e capacidade de adaptação), são a prova disso mesmo. Emprestado pelo Benfica ao Paços, não demorou a conseguir a afirmação na equipa (5º elemento mais utilizado e melhor marcador), e com a sua rapidez, técnica e boa finalização foi se destacando dos demais tendo contribuído de maneira decisiva para a época positiva do conjunto pacense. Tanto a extremo esquerdo como na posição de 2º avançado demonstrou talento, agressividade, regularidade exibicional mesmo contra equipas com outra valia (fez de Maxi Pereira um jogador banal e foi um tormento para a defesa do Porto) e que reúne características (velocidade, polivalência, drible, eficácia) para pelo menos integrar o plantel encarnado na próxima época (não surpreende que já tenha sido chamado à selecção AA do Paraguai). 

Dê a sua análise nas restantes posições (basta carregar no número):

Tuesday, May 22, 2012

Chelsea oficializa saída de Drogba; Villa falha o Euro 2012; As "situações" Funes Mori e Ganso

Didier Drogba - Os blues anunciaram que o avançado costa-marfinense vai sair do Chelsea no Verão, altura em que o seu contrato com o clube inglês termina. Ao todo, foram 8 temporadas ao serviço dos blues naquele que terá sido o melhor jogador da história da equipa de Stamford Bridge. 338 jogos e 157 golos (100 golos na Premier League e 34 na Liga dos Campeões) depois, Drogba sai de Londres com a conquista da Liga dos Campeões, a que junta 3 campeonatos, 4 Taças de Inglaterra, 2 Taças da Liga e 2 Supertaças (o Chelsea tem 19 títulos, 11 deles com o contributo de Drogba). Mais importante que os golos marcados (foi o melhor marcador da Premier League por duas vezes), foi o carisma e a qualidade demonstrada nos relvados ingleses que levaram Didier Drogba ao topo do futebol mundial. Um dia importante para o costa-marfinense, para o Chelsea, e que irá agitar o mercado de transferências de Verão. Em que lugar da história do Chelsea está o avançado africano? Nos últimos 10 anos, em que lugar fica Drogba no top de avançados? Por onde passará o futuro de Drogba (China ou um clube de Top Europeu)?

As "situações" Funes Mori e Ganso - O avançado argentino continua a ser associado ao Benfica pela imprensa argentina. Num 1º momento era Saviola, agora é Enzo Pérez que é relacionado com uma possível troca com o River Plate. VM - Voltamos a referir o que mencionamos desde há um ano e pouco quando Funes Mori começou a ser associado a clubes portugueses. É um avançado que está demasiado valorizado, que apesar de ter margem para evoluir (Falcao também marcou muito mais na Europa do que no clube argentino) neste momento nem é titular no River, é um elemento inclusive pouco apreciado pelos adeptos devido aos golos que falha, e claramente não nos parece uma mais-valia para um dos "grandes". Passa por Funes Mori a melhor maneira de o Benfica "despachar" Enzo e Saviola? No que diz respeito a Ganso, o rumor/amor que o associa ao FC Porto é antigo e nos últimos dias ganhou novamente alguma repercussão devido a uma entrevista de Danilo. VM - É um dos jogadores com mais classe a jogar na América do Sul, um 10 à antiga, com uma técnica individual, visão de jogo, e qualidade ao nível do remate fora do normal, mas que devido a ser algo lento poderá ter algumas dificuldades no futebol europeu (nada melhor que passar 1º pelo futebol português para ganhar intensidade antes de "dar o salto" para uma liga mais cotada). Jogador muito cotado no mercado, titular da selecção brasileira, e que poderá ser aquela contratação de Top (ler aqui) que o Porto poderá tentar caso Hulk venha a sair do Dragão. Se o Incrível deixar os azuis e brancos qual deverá ser a política de mercado dos portistas: substituir por um jogador de Top (avançado, médio ou ala), ou contratar 2/3 jogadores na linha de Danilo e James?

Mercado Internacional - Rodrigo Palacio (Génova) assinou pelo Inter; Sevilha contratou Diego Lopez ao Villarreal (foi o 1º de vários que vão abandonar a equipa que desceu de divisão por um valor inferior, veja os outros aqui); Edinho, avançado que esteve emprestado à Académica pelo Málaga, está na lista de dispensas do clube espanhol.

David Villa - Já era mais ao menos um dado adquirido agora é oficial, o avançado do Barça vai falhar o Euro 2012. Imaginando que Del Bosque vai convocar 3 avançados (sendo que 1 ao que tudo indica será Torres), quem irá completar a convocatória: Llorente, Negredo, Raul, Adrian ou Soldado?

Mercado Nacional - O Beira-Mar anunciou, a contratação do médio malaio de 17 anos Nazmi Mansor para as próximas três temporadas. É o primeiro jogador da Malásia a jogar num clube europeu. Marketing?; Gil Vicente contrato Brito (Torreense); Manuel José deixou comando técnico do Al Ahly. 

Breves - Frederico Gil foi eliminado do qualifying de Roland Garros, ao perder com o polaco Jerzy Janowicz por 5-7, 6-4 e 2-6. Gastão Elias também já foi eliminado, enquanto que Pedro Sousa e João Sousa continuam em prova; Jon Izagirre (Euskatel) venceu a 16ª etapa do Giro, numa etapa onde não houve diferenças entre os favoritos ("Purito" Rodriguez continua de rosa); A Selecção Nacional de Ténis de Mesa subiu ao 7º lugar do ranking Mundial, naquela que é a sua melhor classificação de sempre. Stan Van Gundy (treinador) e Otis Smith (manager) foram despedidos dos seus cargos nos Orlando Magic, depois de uma temporada menos positiva. SVG é um dos 5 melhores técnicos da actualidade na NBA e o melhor da história do franchise de Orlando, como tal esta decisão faz pouco sentido. Quanto a Otis Smith, depois das últimas trocas mal sucedidas, já se sabia que o seu futuro não passava por Orlando. Brian Shaw, actual treinador adjunto dos Pacers, poderá ser o substituto de SVG.

Final da Conferência Oeste - Frente-a-Frente: San Antonio Spurs (1º) ou Oklahoma City Thunder (2º)?

De um lado, uma equipa recheada de juventude com uma vontade enorme de se assumir como a grande potência para os próximos anos. Do outro, a voz da experiência na busca de mais um título para a sua dinastia. Comum a Thunder e Spurs está o domínio avassalador que ambas as equipas demonstraram ao longo dos playoffs até agora - basta ver que San Antonio soma por vitórias todos os jogos realizados enquanto que Oklahoma City tem apenas uma derrota, consentida frente aos Lakers. Frente a frente vão estar as duas equipas mais completas mas, mais especificamente, os dois melhores PG's da actualidade: Tony Parker tem feito uma época de luxo e é, provavelmente, o maior culpado deste grande momento de forma dos Spurs (já levam 18 vitórias consecutivas), enquanto que Russell Westbrook está plenamente assumido com um jogador determinante na estratégia dos Thunder, ao lado, sendo preponderante pela sua velocidade, como foi visível na série frente aos Lakers. Aqui, reside um dos confrontos-chave para a definição do finalista no lado Oeste, pois será também no trabalho defensivo de cada um que o sucesso das suas equipas vai passar. Também é impossível não referir Kevin Durant, o melhor marcador da liga, que vai precisar de estar na sua melhor forma, se quiser jogar as finais da NBA pela primeira vez na sua carreira. Pela frente, terá Kawhi Leonard, o rookie muito disciplinado dos Spurs, que vai ter muito trabalho perante o versátil Durant, naquela que será a disputa onde os Thunder têm mais vantagem. A área onde os texanos investiram muito e onde têm feito mossa, tanto contra os Jazz como contra os Clippers, é quando chega a hora de os suplentes entrarem em jogo. Com uma equipa muito profunda onde se destaca, imediatamente, Manu Ginobili, que salta habitualmente do banco, os Spurs ganham vantagem perante segundas unidades mais fracas e menos capazes dos seus adversários. No entanto, vão ter pela frente o melhor suplente do ano, James Harden, que vai garantir intensidade durante todos os momentos do jogo mesmo quando Duncan, Durant e companhia estiverem fora da partida. Será um confronto equilibradíssimo, decidido nos mais ínfimos pormenores e que promete muito espectáculo e intensidade, entre as equipas de Gregg Popovich e Scott Brooks. Por isso mesmo, qualquer previsão é muito complicada mas, na nossa opinião, este é o ano dos Oklahoma City Thunder e vão derrotar os Spurs, ao fim de sete fantásticos jogos, com basquetebol espectacular, que vai agarrar os espectadores às televisões. O vencedor desta eliminatória vai ser o vencedor da NBA? Quem vai ser o principal elemento desequilibrador? Tony Parker vai levar a melhor sobre Russell Westbrook? Qual é que é a grande chave desta série?

PS - Refira-se também a eliminação dos Los Angeles Lakers ontem, frente aos Thunder. A equipa de Los Angeles mostrou-se completamente dependente de Kobe e são muitas as questões que se colocam neste momento. Pau Gasol está na porta de saída, com a crescente contestação das suas prestações a juntar à maneira como foi humilhado pelos Lakers no princípio da época, enquanto Metta World Peace, Mike Brown, e até Andrew Bynum, também são nomes muito falados quanto a uma possível saída de Los Angeles. O que é certo é que está a chegar um tempo de remodelação, numa equipa com Kobe Bryant a fazer os últimos lançamentos da sua carreira e sem nenhum sucessor definido para o franchise da família Buss. Que análise faz do futuro dos Lakers? Que trocas deverá o franchise de LA efectuar? É possível que no final de 2013 os Lakers aplicam a amnesty clause para garantirem Howard e CP3 (jogadores que vão estar livres no final da próxima época)?

P. Pinto

"Revelações" da Liga Zon-Sagres 2011-2012: Sami (2.º)

Sami (2.º) - Um dos casos mais interessantes da temporada a nível nacional. Depois de na época passada ter actuado na equipa B do Marítimo (não fez nenhum jogo na Liga, apesar de ter feito alguns minutos em 2009-10), o extremo/avançado de 23 anos e 1m84 esta temporada foi indiscutível no clube madeirense (titular em 29 dos 30 jogos do campeonato) e um dos principais responsáveis pela excelente temporada dos insulares (5º classificado). Não foi o que fez mais golos (apenas 5, 1 foi na Luz e outro em Alvalade) nem assistências, mas emprestou ao conjunto madeirense uma potência, força, velocidade e capacidade de desequilíbrio que acabou por ser determinante na estratégia de Pedro Martins (o técnico fez do guineense a sua referência nos momentos ofensivos, e o jovem formado no Benfica correspondeu colocando em apuros praticamente todos os laterais direitos da Liga, que o digam Maxi e João Pereira). A meio da época inclusive foi eleito pelo VM como o melhor extremo esquerdo da 1ª metade do campeonato. Terá Sami o mesmo trajecto que Djalma? É o Marítimo o exemplo máximo de como as equipas B podem ser proveitosas para os clubes? Sami passou de um ano em que não fez 1 minuto (mas sempre a evoluir na equipa de reservas), para uma época em que foi indiscutível. Também Rúben Ferreira (só o facto de ter jogado pouco na 2ª metade devido a lesão impediram que tivesse neste Top), Héldon (excelente 2ª metade, mas na 1ª jogou pouco e por isso também não esteve nesta lista) e Fidélis (no próximo ano pode ser um jogador importante nos insulares, já esta época demonstrou atributos especialmente físicos pouco vistos no futebol português) foram elementos que a temporada passada evoluíram na equipa B e este ano foram importantes na campanha do conjunto madeirense.

Monday, May 21, 2012

"Revelações" da Liga Zon-Sagres 2011-2012: Salvador Agra (3.º)

Salvador Agra (3.º) - Proveniente do Varzim (clube onde fez a formação e que é uma espécie de Bilbao do futebol português tal é a maneira sustentada (principalmente nos últimos anos e em resposta à crise financeira) como praticamente só utiliza jogadores da formação, com os dividendos que se conhece: vários elementos portugueses que passaram pelos poveiros a afirmarem-se na I Liga) iniciou esta época ainda com 19 anos, mas não se intimou, ganhou o seu espaço no Olhanense e acabou por ser uma das figuras do conjunto algarvio. Rápido, com boa técnica, e uma agressividade (positiva) muito interessante (cada vez mais invulgar, não é por acaso que Sérgio Conceição devido à combatividade, entrega, e força a defender de Agra, o utilizou a lateral direito em algumas situações) emprestou o seu talento à turma de Olhão e contribui com 4 golos, 6 assistências e facilidade em desequilibrar (foi o 8º jogador da Liga que mais faltas sofreu) para a melhor temporada do Olhanense. Não surpreende que tenha sido já contratado pelo Bétis, o que surpreende é que não tenha merecido uma maior atenção por parte de outros emblemas portugueses. Extremo direito para se afirmar na La Liga? Deviam os clubes nacionais imitar o exemplo do Varzim?

Sporting: João Pereira no Valencia por menos de 5 milhões de euros?

A saída de João Pereira do Sporting é um dado praticamente adquirido, a hipótese mais forte ser o Valencia também não é uma novidade, até aqui tudo normal e nada de novo, a curiosidade é mesmo os possíveis números da transferência. Hoje, a imprensa espanhola garante que o lateral deverá assinar pelos espanhóis ainda esta semana, recebendo o clube leonino uma quantia a rondar os 4 milhões de euros pela transferência. VM - Se considerarmos que João Pereira custou aos leões 3 milhões de euros e é titular numa das melhores selecções do Mundo, independentemente da qualidade do jogador, a confirmarem-se estes valores (a menos que elementos pouco utilizados como Parejo ou Piatti estejam envolvidos na transferência), estamos perante mais um negócio absurdo do Sporting (algo que tem sido apanágio para os lados de Alvalade quando se trata de vender: falha nos timings (Veloso, Djaló, Moutinho), pouca capacidade em colocar os jogadores dispensáveis (este Verão pode e deve vender grande parte dos jogadores, emprestados incluídos, já que com uma boa Visão de Mercado facilmente compra melhor) e ainda menos em esticar o valor das vendas). Bom negócio? Ou, João Pereira pelas várias condicionantes (o que custou ao Sporting, ser titular na selecção e a escassez de bons laterais no futebol actual, não é por acaso que é a 3ª opção do Valencia depois de van der Wiel e Debuchy) deveria apenas sair de Alvalade por outros valores? Depois de Postiga (o avançado titular da selecção que saiu do clube leonino por apenas 500 mil euros) teremos mais um negócio caricato a envolver os leões (como se explica a facilidade de Benfica e Porto em transferir jogadores em todos os defesos por mais de 12 milhões de euros, e o clube leonino há 5 anos não conseguir vender ninguém por esses valores: falta de qualidade dos elementos, Jorge Mendes ajuda menos os leões, ou é mesmo inaptidão da direcção leonina)?

Sunday, May 20, 2012

Académica vence Taça de Portugal; Briosa quebra um jejum de 73 anos e conquista a competição pela 2ª vez

Académica 1-0 Sporting (Marinho 4')

A Académica conquistou a presente edição da Taça de Portugal (a segunda vitória na competição, em cinco finais, repetindo o feito alcançado há 73 anos), ao vencer o Sporting, por uma bola a zero. O golo de Marinho logo aos 4m permitiu à Briosa (vai iniciar a próxima época a disputar a Supertaça frente ao FC Porto) desenvolver a sua estratégia (pelo que os estudantes fizeram, e até por aquilo que Edinho falhou, justificaram o triunfo), e pressionar ainda mais um Sporting que nunca conseguiu impor o futebol que apresentou nos últimos jogos (os leões pagaram a factura de pensar desde Fevereiro que este troféu era um dado adquirido, e juntaram à falta de atitude, agressividade e pressão, uma exibição muito fraca). O clube leonino, sem conquistas nos últimos três anos (o último troféu foi a Supertaça, em Agosto de 2008), vêem assim o seu jejum ser agravado e não conseguem "salvar a época" (mais uma temporada sem títulos e onde os leões agravaram o fosso para Braga, Benfica e Porto: com esta equipa o Sporting não ganha o próximo campeonato e se juntarmos a isto o 4º lugar na Liga, o não apuramento para a LC e o consequente encaixe financeiro nulo em relação aos rivais o Verão em Alvalade não vai ser fácil, este encontro teve ainda a ironia de Adrien ter sido o melhor em campo).

Em relação ao encontro, este começou praticamente com o golo da Académica. Logo aos quatro minutos, Marinho cabeceou livre de marcação na pequena área, inaugurando o marcador. Foi um primeiro tempo onde o Sporting teve mais bola, mas sem criar oportunidades de golo, enquanto que a Académica, extremamente personalizada e com confiança reforçada pela vantagem no marcador, geriu perfeitamente os momentos do jogo. No segundo tempo, Sá Pinto mexeu, deixando Elias nos balneários, promovendo a entrada de Izmailov. O início da segunda metade foi o melhor período do jogo, com oportunidades de golo em ambas as balizas. Em dois minutos, Edinho podia ter resolvido desde logo a final, mas mostrou um desacerto total, falhando duas claras ocasiões de golo. O Sporting respondeu com Capel e principalmente Wolfswinkel  no entanto o holandês isolado não conseguiu bater o guardião da briosa. Até aos 60 minutos foi um Sporting mais rápido, mais dinâmico. Contudo, com o passar do tempo, a Académica, foi fechando cada vez mais os espaços e os leões apesar de algumas situações ofensivas (Jeffren já nos descontos perdeu a última oportunidade) a verdade é que nunca conseguiram contrariar a coesão defensiva da Briosa. Em suma, uma vitória justa dos estudantes pela maior organização e por ter sido o conjunto que criou as melhores oportunidades.

Destaques


Académica - Um final de temporada em cheio com a permanência e conquista da Taça de Portugal. Os estudantes quebraram um longo jejum e demonstraram ser um conjunto talhado para os jogos "grandes", este ano eliminaram o Porto, derrotaram o Sporting na final, depois de na Liga já terem empatado com leões, águias e dragões.

Sporting - Foi o culminar de uma época a todos os níveis desastrosa. Os leões estiveram perto de ganhar tudo: Taça, Liga Europa e chegar ao objectivo mínimo do 3º lugar, mas a verdade é que acabaram por tudo perder (aliás à semelhança do que aconteceu no Andebol, Futebol de Praia e Futsal - aqui ainda falta a competição interna). Talvez por falta de sorte, talvez por uma falta de um certo hábito de vencer, o que é certo é que em termos de futebol o clube leonino já não vence nada desde 2008 e na próxima época com esta equipa a juntar aos jogadores medíocres que tem emprestados (Pedro Mendes, Salomão, etc...os únicos que escapam são  Cédric, Adrien e Aguiar, mas todos para o banco) dificilmente vão quebrar esse jejum. Ou o Verão oferece alguma qualidade em termos de jogadores a Sá Pinto (o Sporting precisa de renovar a defesa com 2 ou 3 elementos, adquirir um extremo, 1 ou 2 avançados, e 1 ou 2 médios), algo que será certamente complicado devido ao não apuramento para a LC, ou o clube leonino corre o risco de aumentar o fosso para Braga, Benfica e Porto.

Pedro Emanuel - Anulou o jogo dos leões e foi o principal responsável pela vitória da Académica. O excesso de anti-jogo é condenável (mas aí a responsabilidade é do árbitro), no entanto o bloco baixo e o explorar das transições ofensivas é uma maneira de abordar o futebol e nesse aspecto a Briosa executou o que tinha planeado na perfeição.

Sá Pinto - Utilizou praticamente o mesmo 11 (à excepção da dupla de centrais) que tinha protagonizado uma boa exibição na última jornada frente ao Braga, mas hoje falhou em vários aspectos. Os leões tiveram pouca atitude, nunca demonstraram ter armas para conseguir contrariar o bloco defensivo da Briosa, e no capítulo das substituições a saída de Elias foi precipitada, Matias fez demasiados minutos e Jeffren pela 3ª vez pouco acrescentou (já nada tinha feito frente ao Bilbao e Porto, e o jogo pedia mais um avançado, neste caso só podia ser Rubio).

Adrien Silva - O melhor elemento em campo. Esteve praticamente em todo o lado e disputou todos os lances como se fosse um jogo de vida ou morte (aliás numa dessas situações lesionou Polga e no desenvolvimento da jogada a Briosa fez o 1-0). Recuperou bolas, foi importante ao nível do passe e nas transições, e encheu o campo. Não deixa de ser irónico que em 2 momentos decisivos da época do Sporting: 1º jogo da Liga e final da Taça, 2 jogadores emprestados pelos leões tenham complicado os objectivos do clube leonino, no campeonato foi Wilson Eduardo).

Rui Patrício - A melhor unidade do Sporting. Com duas/três defesas de grande qualidade (sempre com Edinho pela frente) manteve os leões no jogo.

João Real/Abdoulaye - Exibição competente da dupla de centrais da Académica. Principalmente do senegalês, que foi forte não só no jogo aéreo como nas dobras aos laterais.

João Pereira/Insúa - Partidas fracas e com consequências na manobra ofensiva dos leões. Pouco acrescentaram em termos de profundidade, e o português voltou a estar mais preocupado com as quezílias do que propriamente em desempenhar a sua função (não só não atacou como ainda deu demasiado espaço a Valente no 1-0).

Ricardo - Um dos melhores da Briosa. Várias defesas de bom nível e sempre seguro entre os postes.

Wolfswinkel - Desperdiçou duas boas oportunidades, uma de cabeça e outra quando seguia isolado. A sua falta de eficácia acabou por ser fatal nas aspirações do Sporting.

Diogo Valente/Marinho - Um assistiu e o outro marcou. Cumpriram na missão de tapar as subidas de João Pereira e Insúa, apesar de não terem conseguido esticar o jogo da Briosa.

Capel/Schaars - Os 2 elementos de campo mais esforçados do Sporting. O espanhol voltou a pecar no capítulo do passe (a sua falta de visão de jogo e capacidade de decisão é gritante) mas foi dos que mais correu, já o holandês pareceu sempre ser o elemento leonino mais esclarecido.

Edinho - Mérito na maneira como conseguiu se desmarcar e fugir aos centrais leoninos, mas completamente desastroso ao nível da finalização. Falhou duas situações quando estava completamente sozinho.

Matias - Praticamente toda a equipa leonina esteve mal, mas o chileno foi o reflexo do mau jogo do Sporting. Lento, complicou praticamente todas as jogadas, nunca conseguiu "pegar" no jogo e até surpreendeu os minutos que ficou em campo, já que pouco ou nada estava a acrescentar à partida (logo ele, que devia ter a responsabilidade de provocar desequilíbrios e transportar o jogo da equipa leonina).

Polga/Onyewu - Vários erros, e a prova de que não servem para ser a dupla titular do Sporting na próxima época. O brasileiro há muito que não é uma mais-valia, já o americano a menos que jogue ao lado de um central mais rápido e com outra saída de bola evidencia demasiado as suas lacunas.

"Revelações" da Liga Zon-Sagres 2011-2012: Luís Neto (4.º)

Luís Neto (4.º): Confirmou na Liga ZON-Sagres as boas indicações que tinha deixado na II Liga ao serviço do Varzim. Forte no jogo aéreo, com uma saída de bola interessante e uma capacidade de leitura de jogo muito boa, o 4º jogador mais utilizado pelo Nacional no campeonato foi sem dúvida uma das agradáveis surpresas da Liga (ainda para mais sendo português). Às boas exibições, juntou classe e uma regularidade interessante, e não surpreende que nos últimos tempos, o nome do central tenha surgido associado aos grandes do futebol português, mas também a diversos clubes estrangeiros. Por onde passa o futuro do jovem de 23 anos? Terá condições para chegar a um dos "grandes"? O Nacional já rejeitou propostas na ordem dos 3 milhões de € pelo central. 

Saturday, May 19, 2012

Melhor 11 da época 2011-12 - Médio Ofensivo: Danilo Dias

Uma época em cheio do brasileiro do Marítimo. Depois de na temporada passada ter actuado a titular em apenas 12 encontros, o médio ofensivo  de 26 anos (que alternou entre o meio e a direita) afirmou-se no conjunto madeirense e acabou por ser um dos grandes destaques de 2011-12 a nível nacional. Rápido, de boa técnica e forte nos desequilíbrios, juntou às boas exibições (foi um dos grandes responsáveis pelo 5º lugar dos insulares, principalmente depois da saída de Baba) números impressionantes: 8 golos e 9 assistências. Não sendo melhor jogador que Aimar, Lucho, Matias ou Mossoró (aliás dificilmente seria uma mais-valia no Porto, Benfica e Sporting), na nossa opinião neste Ano bateu a concorrência nesta posição específica até por larga margem. Qual o seu pódio no que diz respeito aos 3 médios ofensivos que mais produziram esta época?

Inglaterra: Mais notícia pelas polémicas que pelos troféus, sem conquistas desde 1966 e com Rooney ausente nos dois primeiros jogos, apesar do forte apoio teremos um novo desaire inglês?

Depois de falhar o apuramento para o Europeu 2008, a Inglaterra está de volta à maior competição de selecções do Velho Continente, com a ambição de erguer pela primeira vez o troféu . Num país em que se vive intensamente o futebol, a exigência é máxima, e o apoio será novamente em grande número (nesse aspecto os ingleses batem a concorrência aos pontos). O conjunto inglês está inserido num grupo complicado, com Ucrânia, França e Suécia, não conta com Rooney nos 2 primeiros jogos, mas teoricamente disputará o primeiro lugar com a congénere gaulesa. No entanto, o facto da selecção de leste actuar em casa, bem como a qualidade dos nórdicos, poderá dificultar bastante a tarefa dos britânicos.

A poucos meses do início da prova, a saída de Fabio Capello (devido à retirada da braçadeira de capitão a John Terry, como consequência dos insultos racistas a Anton Ferdinand), treinador experiente e que comandou a equipa na fase de qualificação,foi um duro revés para as aspirações dos ingleses. O técnico italiano poderia acrescentar maior qualidade em termos tácticos, algo que tem faltado a um conjunto recheado de bons jogadores e com um apoio fervoroso. Para o substituir, o escolhido foi Roy Hodgson, ex-técnico do Liverpool. Com pouco tempo para incutir novas ideias, não é de esperar que o novo treinador altere a base da equipa. Veremos qual o efeito que terá esta chicotada psicológica: por um lado, o pouco tempo de trabalho poderá ter consequências na forma de actuar dos britânicos; por outro, poderá servir de motivação para os jogadores, pelo facto de ser um técnico nacional, que transmitirá melhor ao grupo a importância desta competição para o país.
Lista de Convocados: GR - Robert Green (West Ham), Joe Hart (Man City) e Jack Butland (Cheltenham)
DEF - John Terry e Ashley Cole (Chelsea), Leighton Baines e Phil Jagielka (Everton), Glen Johnson e Kelly (Liverpool), Phil Jones (Man United) e Joleon Lescott (Man City)
MED - James Milner (Man City), Scott Parker (Tottenham), Alex Oxlade-Chamberlain e Theo Walcott (Arsenal), Steven Gerrard, Jordan Henderson e Stewart Downing (Liverpool) e Ashley Young (Man United)
AVA - Danny Welbeck e Wayne Rooney (Man United), Andy Carroll (Liverpool) e Jermaine Defoe (Tottenham) VM - A grande novidade é a chamada de Oxlade-Chamberlain, que aproveitou a temporada menos conseguida de Aaron Lennon e do próprio Adam Johnson para ganhar um lugar entre os eleitos (Daniel Sturridge teve um papel de maior relevância no Chelsea, merecia a chamada). Destaque igualmente para as ausências de Rio Ferdinand e Kyle Walker, que seria titular indiscutível. (por lesão).
11 provável: Joe Hart, Glen Johnson, John Terry, Lescott e Ashley Cole; Scott Parker, Gerrard, Milner, Ashley Young e Theo Walcott; Danny Welbeck VM - Dadas as muitas opções à disposição de Roy Hodgson, é complicado definir qual será o 11 inglês. No quarteto defensivo, a lesão de Kyle Walker deixará caminho aberto para a titularidade de Glen Johnson, embora Phil Jones possa ocupar a posição. Gerrard deverá ocupar a vaga de Barry (lesionou-se); Parker é indiscutível e Milner deve assumir o papel de apoio ao avançado. Sem Rooney nos 2 primeiros jogos, e com a ausência de Lampard devido a lesão, a irreverência dos alas será decisiva, ficando a frente de ataque entregue a Welbeck, que realizou uma excelente temporada no Man United.
Estrelas: Joe Hart, Ashley Young e Wayne Rooney
Objectivo: Título
Previsão do VM: Quartos de final - Na opinião do VM, independentemente da posição em que seja apurada, a Inglaterra sucumbirá perante Espanha ou Itália. Prognósticos? Qual será o 11 de Inglaterra? Quais as principais ausências na convocatória? Até onde poderá chegar a selecção inglesa? Quem será a estrela na competição? Terry, Capello, Ferdinand, são mais do mesmo na habitual novela inglesa antes das grandes competições?